« Home | Só para imaculados » | Blogonovela de Verão » | Fetiche político » | Isento » | Lista de Supermercado » | ON THE ROAD BEIRUTE/TIRO » | A ausência de Zelig » | De la démocratie en Afrique » | Não menosprezar a liturgia da culpa » | Mar vermelho » 

sexta-feira, agosto 4 

Ora Bollahs

Novos regulamentos da liga de futebollah israelita

Fora de Jogo - quando bollah sai atrá da faixa de Gaza
Na formação da barreira - confirmar se o Hezbollah tem lá alguém
Em caso de dúvida - bollah ao ar
Os jogadores têm de ir à bollah

Se fossem todos à bollah, hez para isto tudo

Her Zelig

Afinal quem é este zellig? Mais um amigo da sala clinton? Vai ao encontros de bloguista...julga-se engraçado???? Vivem todos em lisboa e dpois gozam com quem trabalha!!!!!!

Este comentário foi removido por um administrador do blogue.

Quem é o Zelig? Não saber quem é o Zelig, essa feriu-me de morte. Julga-se engraçado? Engraçado é, conhecem aquela do Anonymous que pergunta quem é o Zelig? Essa sim, tem piada, o Zelig é o Anonymous. Vivem todos em Lisboa, contei bem são seis pontos de esclamação?

Os posts anteriores eram mais engraçados, confesso. Acho que o Anonymous é um daqueles que entra no avião do anúncio das crianças, mas tem sorte não passa de um anúncio, o avião não se despenhou.
Acho que vou meter uma providência cautelar, publicidade enganosa é crime, não é?

Serão de Lisboa? Ou serão convencidos (as)? Tem a pretensão de serem intelectuais, vão a lançamentos e livros, exposições, tem um blogue, estão no goglee??? no yahoo? então são gente importante concerteza.
Mas realmente alguns tem fratenidade? solidariedade?
Se estou a ser exagerado, desculpem, mas não tem amor ao próximo (alguns... dos bloguistas que se colocam no anonimato). Cumprimentos

Este último comentário está tão mal escrito e mal pensado que leva a desconfiar. Será que...? Não, não pode ser, é desonestidade e maquiavelismo a mais, mesmo em escrita criativa ...

De facto, será uma mensagem encriptada? A forma como termina é comovente "não têm amor ao próximo",
oh Jesus, isto nem com napalm.

Enviar um comentário