« Home | Quando sentires uma dor aguda na nuca, chama-se me... » | A graça não se mede aos palmos » | Exercício de estilo » | (para desenjoar de) Dois anos a discutir a direita... » | Dois anos a discutir a direita » | Dois anos a discutir a direita » | Hoje terá saído uma notícia » | Coerências » | Demasiadas noites no Frágil dá nisto » | Pinto Monteiro sofre pressões » 

quinta-feira, abril 12 

Uma comparação é sempre uma boa comparação

Volta e meia, regressa a ladainha o-que-não-se-diria-ou-acontecia-se-tivesse-sido-com-Santana-Lopes. Santana foi penalizado por se ter revelado uma anedota no exercício político das suas funções. E pagou por isso, não pela decisão de Sampaio, não pela comunicação social, mas pela enorme varridela que levou nas urnas, após curtos meses de governação. Que alguma direita ainda não o tenha aprendido não deixa de me espantar. E explica muita coisa da situação do seu espectro político.


Dylan T.

Caros amigos,

"José Afonso", figura ímpar da cultura portuguesa, que trilhou, desde sempre, um percurso de coerência na recusa permanente do caminho mais fácil, da acomodação, no combate ao fascismo salazarista e pela liberdade e democracia, é tema de um selo que está em 5º lugar. Precisamos do voto de todos para que se faça um selo em sua memória e na memória da Liberdade.
Num período de exaltação de valores salazaristas, devemos contrapor com os nossos defensores de Abril!

“Venham mais cinco!!
Traz um amigo também!”


VOTA
[aqui]

Abril, SEMPRE!!

Davide da Costa

Enviar um comentário