« Home | A Democratização dos Perfumes » | Descruzadas » | OLHA PANDORA: » | Minuta » | O mundo em sincronia » | Uma Breve Explicação da Gripe das Aves » | O belo jogo de amabilidade » | Verdade e consequência » | Eu, abaixo assinada » | Gripe no Islão » 

quinta-feira, março 2 

A Justidão da Lentiça

John F.,
(De volta ao Mundo do Mais)
A Lentiça é cega e, acrescente-se, surda, muda e tetraplégica. Só cumpre a lei quem quer ser honesto e cumpridor (e mesmo assim à custa de algum esforço) ou quem for mariquinhas. Quem não for nem uma nem outra coisa, safa-se sempre porque o sistema foi feito para cidadãos honestos ou medrosos.
Experimente-se qualquer ilegalidade, desde o não pagamento de multas ao homicídio, passando pela difamação, e um cidadão espertalhão sairá impune, com um suportável grau de aborrecimento, que compensará largamente o resultado obtido.
Um dia, cansado da justidão da lentiça, o povo deixará de acreditar nela. Nesse dia, a lentiça será de todos e nem haverá polícia que proteja o cidadão espertalhão.

Bunker